Primeira evolução das 2 evoluções desta personagem:

  • NightmareSheitanepicture
    starstar
    6Poder desbloq. em
    1Stop Bónus Adv.
  • NightmareSheitanepicture
    starstar
    6Veneno 2 Mín. 1
    1Stop Bónus Adv.
Poder

Poder de Sheitane:

Veneno 2 Mín. 1

Se Sheitane ganhar o round, no final de cada um dos rounds seguintes, o seu adversário perderá 2 pontos de Vida, mínimo 1. Se o adversário tiver 1 ponto(s) de vida pelo menos, o veneno não tem efeito.

Bónus

Bónus:

Stop Bónus Adv.

O Bónus de clã da personagem adversa, se estiver activado, é anulado. Se a personagem adversa não tem o Bónus de clã activo, o poder não tem efeito.

2 comentários sobre Sheitane

Sexta 03/12/2010, 16:46

Pot : 6
Danos : 1
Poder : Veneno 2 Min. 1
Bônus : SOB

Sheitane é Uma Carta Que Raramente Vai Ser Vista em Um Deck Nightmare Por Ter Uma Potencia e Um Dano Baixo.

Se Em Um Deck Nightmare Tiver Uma Carta De Veneno, Claro Que Escolhendo Entre Timmy e Sheitane, Escolheram Timmy Por Ter Uma Potencia Maior.

Não Tira o Lugar De Phyllis e Nem Da Hel Em Um Deck Nightmare, Outras Opições São Eadh e Mawpin.

Conclusão : Poucos Usam Esta Carta Pois Tem Melhores Opções em Um Deck Nightmare, e Poucas Vezes Quem a Usa Vai Vencer.

Está Cara Pois é a Única Com Este Veneno No Cla e Por Ser Incomum.

Quarta 08/02/2012, 18:59

Há 8 cartas 2* no clã Nightmare: Artus, Dwain Cr, K Cube, Phyllis, Eadh, Hel, Mawpin e finalmente a Sheitane. Apenas as 5 últimas podem ter lugar num deck

A carta de 2* por excelência num deck Nightmare terá de ser a Mawpin, com dano = 4 e potência = 5+3 (vingança), embora se torne um pouco previsível pois só será jogada, por Norma, após um round perdido. Mas mesmo assim considero-a a melhor 2* e é relativamente acessível a todos os bolsos.

A principal desvantagem da Sheitane é ter de ser jogada no 1.º (possíveis 7 danos) ou 2.º round (possíveis 5 danos), caso contrário não será grande ameaça com o seu veneno e apenas 1 de dano. Portanto, um confronto com a Sheitane na mão torna-se mais previsível para o adversário.
No entanto, jogada nos rounds iniciais impõe algum respeito e pode dar bons resultados num bluff (não queremos vencer)ou semi-bluff (em que queremos vencer o round).

Dado o facto de ter de ser jogada inicialmente (a Sheitane), talvez a Phyllis, que também padece deste compromisso inicial, se revele melhor carta, pois tem potência = 7 e dano potencial = 4. Segundo a minha experiência, o oponente tem especial preocupação em vencer a Phyllis ou usar um inibidor de poder contra ela.

A Hel, por outro lado, também com potência = 6 à semelhança da Sheitane, pode dar frutos quer nos rounds iniciais quer finais, e portanto considero-a mais versátil (dano = 2 + 2 de vida).

A Eadh em muitas situações torna-se pouco eficaz por tirar apenas 2 de potência ao adversário e ter apenas dano = 3. Nem nós queremos comprometer muitas pillz com esta carta nem o adversário gasta muitas pillz a defendê-la.

Concluindo, eu não descartava a Sheitane pois é a única 2* dos Nightmare que pode decidir Uma batalha a partir dos rounds iniciais, quer seja pelos 7 ou 5 de potenciais danos causados ao longo dos rounds, quer seja por obrigar o adversário a utilizar um inibidor de poder contra esta carta (que poderá libertar a utilização do poder de outras cartas do deck Nightmare), quer seja ainda pelas pillz gastas pelo adversário a defender esta carta (pois certamente quererão defender-se do veneno). Ou seja, coloca o adversário numa posiçao complicada, ao contrário das restantes cartas de 2*.

Dependendo do estilo de jogo, a Sheitane pode de facto ser a 2.ª melhor opção para cartas de 2* no deck Nightmare, logo após a Mawpin. smiley

icon