Evolução do modo ELO e novas cartas proibidas.

Sexta 28/01/2011, 14:47

A partir do dia 31 de Janeiro de 2011, as personagens Copper, Bridget, Rolph, Rowdy, Lou, Shann, Emeth et Oshitsune juntam-se à lista das cartas permanentemente proibidas em ELO pelo staff.

Na mesma altura, lançamos este mês algumas experiências sobre o modo ELO:
nas próximas semanas, vai deixar de ser possível jogar personagens “semi-evoluídas” neste modo.

Além disso, os pontos de vida de início na sala ELO serão fixados em 15.

Se estas modificações forem conclusivas, poderão tornar-se definitivas.

Já há algum tempo que vocês reclamam um modo ELO mais estratégico, menos dependente da sorte (da tiragem ou dos pillz).

Pareceu-nos que as semi-evos dão Uma grande vantagem aos jogadores que as podem comprar. Durante muito tempo hesitámos em proibi-las para não vos privarmos de algumas personagens interessantes e equilibradas em semi-evo, mas no final de contas o seu número é limitado comparativamente às que vão alterar o jogo. A partir de agora, será então necessário evoluir ao máximo as vossas personagens antes de poderem jogar com elas em ELO.

Quanto ao aumento do número de pontos de vida, permitirá evitar um 2-Shot fácil, dando portanto menos manobra às personagens com fortes danos, que têm lugar no jogo mas que poderiam virar muito facilmente Uma partida neste modo.

Por agora trata-se apenas de testes. Não hesitem em comunicar-nos as vossas impressões nos fóruns, para chegarmos a um modo ELO satisfatório para toda a gente.

Anular
Sexta 11/02/2011, 00:18

Parei de jogar elo...
depois dessa mudança...
15 de vida....
naum tenho chance nenhuma contra as cartas de veneno....
horrivel essa mudança.....

agora esta cheio de gente a jogar só com Jungo e Freaks pois saum as unicas cartas em vantagem com essa mudança.

Anular
Segunda 14/02/2011, 11:53

Se 15 é demasiado elevado, 14 é elevado. Ou seja, não vai fazer grande diferença

Daqui a 2 semanas vão colocar a 13 ou vão dar o braço a torcer e voltar a pôr novamente a 12?

Anular

Responder ao assunto